O Expressionismo Alemão

Ir em baixo

O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Sab Jun 30, 2012 7:54 am

O uso do termo expressionismo para um conjunto de filmes realizados na Alemanha nos anos 1920 deriva da vertente homônima muito popular neste país após a Primeira Guerra.

O signo expressionista ressalta as experiências emocionais do artista sob formas especialmente vigorosas. Há de certa forma uma tendência ao uso extático da cor e da distorção da forma para ressaltar a função emotiva presente de modo predominante em tais obras conferindo características particulares a um universo intensamente complexo e imaginativo.

Repletos de elementos fantásticos e sem compromisso com o real (ou considerando que o real é parte da esfera emocional e de sua percepção da realidade), o cinema expressionista consiste na expansão para as telas de um movimento que abrange as artes como a pintura, a literatura e a música alemã. Muitos consideram-no como a manifestação concreta de um período sinistro e de expectativas sombrias através de suas imagens disformes e estonteantes e seus protagonistas mentalmente perturbados e que frequentemente projetam suas personalidades através de outros personagens obtusos e imaginários. Conectados à realidade devastadora da Guerra, o paralelo com uma sociedade descrente e temerosa de um futuro incerto.

Fonte de consulta: Fernando Mascarello - A História do Cinema Mundial (adaptado e acrescido de ideias próprias).

Alguns bons exemplos desta fascinante vertente cinematográfica estão disponíveis amplamente na internet. Links abaixo para iniciar a boa discussão que as diferentes abordagens suscitam:

The Warning Shadows (1923) de Arthur Robinson


Warning Shadows

Nosferatu (1922), de Murnau




The Cabinet of Dr. Caligari (1920) de Robert Wiene



Última edição por Mr. Scofield em Seg Jul 02, 2012 3:50 pm, editado 1 vez(es)

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Lucy in the Sky em Sab Jun 30, 2012 8:36 am

Não conheço muito nem entendo do assunto. Gosto de O Gabinete do Dr. Caligari só pelo visual e pela música. Os cenários, tão estilizados, estão entre os meus preferidos do cinema.

_________________
avatar
Lucy in the Sky

Mensagens : 267
Data de inscrição : 27/06/2012

Ver perfil do usuário http://livros-e-pinguins.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Sab Jun 30, 2012 8:57 am

Lucy in the Sky escreveu:Não conheço muito nem entendo do assunto. Gosto de O Gabinete do Dr. Caligari só pelo visual e pela música. Os cenários, tão estilizados, estão entre os meus preferidos do cinema.
Estes visuais aterrorizantes são bem característicos da época. Caligari é o filme mais famoso desta vertente, mas Nosferatu também é bem interessante, especialmente se traçarmos um paralelo com Drácula. Aliás, quanto a este último, uma curiosidade é que o filme mudou alguns personagens e elementos para não ser identificado com o clássico original e não ter que pagar direitos, mas não adiantou, a justiça condenou e tudo foi por água abaixo, hahah.

O início de Warning Shadows é bem estranho também, parece um espetáculo teatral de sombras chinesas.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Lucy in the Sky em Sab Jun 30, 2012 9:04 am

Warning Shadows eu não conheço.

O caso de Nosferatu eu acho engraçado porque ficou muito claro que o filme é adaptado de Drácula. Eu morro de medo de imagens em preto e branco antigas. Foi loucura ter tido a coragem de ver Nosferatu, mas ainda bem que eu tive. O filme tem imagens sinistras "lindas", terríveis. O que mais ficou na minha memória foi a cena dos caixões com as vítimas do vampiro. É um dos aspectos do filme que ajudam a tornar tudo tão doentio...

_________________
avatar
Lucy in the Sky

Mensagens : 267
Data de inscrição : 27/06/2012

Ver perfil do usuário http://livros-e-pinguins.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Sab Jun 30, 2012 9:08 am

Dê uma olhada no link de Warning Shadows, acho que não ficou claro que existe abaixo da postagem. Veja só o início para compreender que padrão estético esquisito, a brincadeira com as sombras é muito comum pra enfatizar o suspense ou subverter/reforçar personalidades.

Esta cena clássica de Nosferatu com a enorme sombra do Conde conferindo um quê de grandiosidade e perigo é muito bacana.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Lucy in the Sky em Sab Jun 30, 2012 12:20 pm

Eu vi o início. As sombras dão um tom esquisito e misterioso. Também gostei do cenário que aparece logo depois. Parece algo fora da realidade.

Eu queria que algum alemão, com seu expressionismo, tivesse adaptado O Processo naquela época. O carácter surreal e de pesadelo da história teria sido perfeito. Talvez tenham tenham adaptado e eu não saiba.

_________________
avatar
Lucy in the Sky

Mensagens : 267
Data de inscrição : 27/06/2012

Ver perfil do usuário http://livros-e-pinguins.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por enxak em Sab Jun 30, 2012 12:54 pm

Nunca vi os dois filmes, vou aproveitar que o Scofa os colocou aí, e vou baixar pra ver depois.
avatar
enxak

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 39
Localização : SBC

Ver perfil do usuário http://twitter.com/enxak

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Sab Jun 30, 2012 6:25 pm

Não precisa baixar, pode ver online.

As sombras acho que devem representar uma espécie de reflexo da alma, revelando nossa suposta dupla índole, a que transcede a moral e é mais egoísta e de métodos e desejos questionáveis. Não conheço O Processo, me interessei, do que se trata?

EDIT: li um pouco e vi que foram feitas duas adaptações para o cinema, a primeira de Orson Welles, em 1962 e a segunda em 1993 com Hopkins.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Lucy in the Sky em Sab Jun 30, 2012 6:41 pm

O Processo, de Kafka, é uma história surreal sobre um homem que é acusado de um crime e passa a história perseguido pela a acusação, mas não sabe qual é o crime, nem tem acesso ao tribunal ou ao processo. A atuação do tribunal não parece racional, as pessoas agem de forma estranha, nada faz muito sentido e o sujeito fica perdido no meio do absurdo. Dá aflição, vontade de entrar no livro e sacudir todo mundo.

Eu consigo facilmente imaginar K, o personagem principal do livro, com aquela maquiagem que eu vi nos atores no expressionismo alemão e cercado por cenários estilizados. O estilo que os filmes têm de expressar emoções combina com a angústia do personagem e o tom de pesadelo.

Orson Welles adaptou o livro e fez um dos meus filmes preferidos, acertou no uso de luz e sombras e na esquisitice.

_________________
avatar
Lucy in the Sky

Mensagens : 267
Data de inscrição : 27/06/2012

Ver perfil do usuário http://livros-e-pinguins.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por felipe. em Dom Jul 01, 2012 12:53 am

Mr. Scofield escreveu:O início de Warning Shadows é bem estranho também, parece um espetáculo teatral de sombras chinesas.
Assisti a cena e é realmente muito interessante. O filme é bom? Eu não conhecia.

A propósito, bem legal a ideia do tópico e do sub-fórum.
avatar
felipe.

Mensagens : 41
Data de inscrição : 27/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Dom Jul 01, 2012 6:53 am

Lucy in the Sky escreveu:O Processo, de Kafka, é uma história surreal sobre um homem que é acusado de um crime e passa a história perseguido pela a acusação, mas não sabe qual é o crime, nem tem acesso ao tribunal ou ao processo. A atuação do tribunal não parece racional, as pessoas agem de forma estranha, nada faz muito sentido e o sujeito fica perdido no meio do absurdo. Dá aflição, vontade de entrar no livro e sacudir todo mundo.

Eu consigo facilmente imaginar K, o personagem principal do livro, com aquela maquiagem que eu vi nos atores no expressionismo alemão e cercado por cenários estilizados. O estilo que os filmes têm de expressar emoções combina com a angústia do personagem e o tom de pesadelo.

Orson Welles adaptou o livro e fez um dos meus filmes preferidos, acertou no uso de luz e sombras e na esquisitice.
Nunca li o livro ou vi o filme, mas você tem razão, parece substrato perfeito para o expressionismo. Entretanto, dei uma pesquisada e vi que Kafka era tcheco e o livro foi publicado após sua morte em 1925.

Compreendamos que o expressionismo encontrou seu auge em um contexto em que se desenvolvia uma complexa mentalidade nacionalista alemã (e inclusive tal cinema foi apontado como uma manifestação que influenciou o ideário do povo quando o nazismo emergiu, sendo inclusive condenado por isto - provavelmente pelo temor retratado nos cenários sombrios). Com um cinema voltado para si e sua nação dificilmente um escritor tcheco seria reconhecido, ainda mais com uma publicação tão "recente". O expressionismo decaiu definitivamente por volta de 1933, quando os diretores começaram a inovar mais e se voltaram para a reprodução de uma atmosfera mais racional.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Lucy in the Sky em Dom Jul 01, 2012 7:21 am

Mr. Scofield escreveu:
Nunca li o livro ou vi o filme, mas você tem razão, parece substrato perfeito para o expressionismo. Entretanto, dei uma pesquisada e vi que Kafka era tcheco e o livro foi publicado após sua morte em 1925.

Compreendamos que o expressionismo encontrou seu auge em um contexto em que se desenvolvia uma complexa mentalidade nacionalista alemã (e inclusive tal cinema foi apontado como uma manifestação que influenciou o ideário do povo quando o nazismo emergiu, sendo inclusive condenado por isto - provavelmente pelo temor retratado nos cenários sombrios). Com um cinema voltado para si e sua nação dificilmente um escritor tcheco seria reconhecido, ainda mais com uma publicação tão "recente". O expressionismo decaiu definitivamente por volta de 1933, quando os diretores começaram a inovar mais e se voltaram para a reprodução de uma atmosfera mais racional.
É mesmo. Eu não pensei em mais nada, só na história. Só faltou eu dizer que eles deveriam ter adaptado 1984.

_________________
avatar
Lucy in the Sky

Mensagens : 267
Data de inscrição : 27/06/2012

Ver perfil do usuário http://livros-e-pinguins.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Dom Jul 01, 2012 7:27 am

felipe. escreveu:
Mr. Scofield escreveu:O início de Warning Shadows é bem estranho também, parece um espetáculo teatral de sombras chinesas.
Assisti a cena e é realmente muito interessante. O filme é bom? Eu não conhecia.
.
Bom, Felipe, eu conheço muito pouco sobre história do cinema mesmo e estou meio que pesquisando e ao mesmo tempo, querendo partilhar com vocês. Very Happy

Warning Shadows é um filme mais de caráter ilustrativo do que propriamente bom. É um excelente substrato técnico para compreendermos como o cinema da época era realizado. As atuações com fortíssima influência teatral, a preocupação maior com os grandes e vistosos cenários que com a racionalidade e a lógica, os contraplanos sempre presentes e a pouca evolução das técnicas de montagem, bem como a carência de uma linguagem eminentemente cinematográfica, dentre outros.

A estória respira em todos os artifícios a conotação sexual de forma ao mesmo tempo ingênua e obsessiva (um aperto de mão soa quase como um orgasmo para os padrões do filme). A utilização das luzes e das sombras nesse papel enfatiza o tempo todo que a intenção do filme é praticamente sempre passar essa ideia, sem grande preocupação com o caráter psicológico tridimensional dos personagens, eles são reduzidos a vulcões sexuais desesperados por uma explosão.

Essa versão que eu postei não tem som nem música, o que acredito eu conferir ainda mais ênfase na imagem e na expressividade, por conseguinte. Em resumo, é um filme regular com uma boa ideia que soa por vezes tão cansativa pela repetição que lhe faz questionar se o roteiro poderia ser melhor elaborado ou se tudo é consequência da incipiência do cinema da época.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por alas em Seg Jul 02, 2012 3:40 pm

Só sendo um pouco chato, Scofa: "Nosferatu", se eu não me engano, é do Murnau, e não do Wiene.

A idéia do tópico e do sub-forum é ótima. Assim podemos fazer um compendium sobre cinema e as suas vertentes.

E os filmes do Expressionismo Alemão são fantásticos, tanto é que muito do que foi feito do cinema noir nos anos 40 se deve a essa vertente. Aliás, pode-se citar também "Metropolis" como representante do gênero (apesar de abordar um tema mais sci-fi, há muito da construção de cenários embutidos ali):




Última edição por alas em Seg Jul 02, 2012 4:01 pm, editado 1 vez(es)

alas

Mensagens : 10
Data de inscrição : 28/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Seg Jul 02, 2012 3:54 pm

Perfeito, alas. Realmente o filme é do Murnau, me confundi por causa do Dr. Caligari. Very Happy

Vale dizer que Metrópolis não é um filme propriamente expressionista por ter sido realizado após o declínio da corrente alemã, mas sem dúvida apresenta traços notáveis inerentes ao período de transição.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por alas em Seg Jul 02, 2012 4:05 pm

Sem problemas, Scofa. Esses equívocos acontecem.

Sim, cronologicamente ele não é considerado expressionista, mas ao assistir o filme percebe-se claramente a influência, especialmente nos cenários.

Aliás, já avisei no tópico de música mas só para lembrar: eu sou o Silva do finado CeC fórum! =D

alas

Mensagens : 10
Data de inscrição : 28/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Mr. Scofield em Seg Jul 02, 2012 4:15 pm

Pois é, a bem da verdade, delimitar períodos é tarefa bastante extrema. A verdade é que não há término nem fim de épocas, as transições são graduais e muitas vezes tênues.

Metrópolis é uma obra maravilhosa, os cenários futurísticos são de arrepiar e o conteúdo é qualquer coisa de extraordinário. Há forte influência expressionista ainda.

_________________


avatar
Mr. Scofield

Mensagens : 126
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 41
Localização : United States

Ver perfil do usuário http://psychofield.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Expressionismo Alemão

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum