O Palácio de Inverno

Ir em baixo

O Palácio de Inverno

Mensagem por Valdeci C. de Souza em Qui Jun 28, 2012 10:31 am

Encarar a proximidade da morte de uma pessoa amada com quem se viveu por mais de 50 anos é uma experiência dolorosa e muito difícil. Para Geórgui Danielovicht Jachmenev, um senhor nos seus 80 anos de idade de origem russa é muito mais doloroso ainda já que é a sua esposa Zoia que se encontra em estado terminal no leito de um hospital. Nesta espera angustiante só resta a Geórgui relembrar o passado e reviver os momentos importantes do Século XX do qual vivenciou com sua mulher amada. Sua história está intimamente ligada com o último Czar Russo Nicolau II e sua família a quem serviu durante a juventude. A história de Geórgui e Zoia é narrada no livro O Palácio de Inverno, de John Boyne. .

Geórgui aos 16 anos de idade é um garoto extremamente pobre que vive com sua família numa vila paupérrima abandonada pelo império. Sua vida se resume a caçar e plantar o próprio alimento e a sofrer a indiferença de um pai autoritário e cruel, a assistir a submissão da mãe e a ter a companhia da sonhadora irmã. Esta pacata vila de repente se vê envolvida com o atentado ao primo do Czar que é comandante do exército que, em marcha para o front da guerra, passa pelo vilarejo. Na tentativa de salvar que seu melhor amigo seja preso pelo crime Geórgui acaba jogando-se contra ele e recebendo um tiro no ombro salvando assim a vida de um membro da família imperial. Em agradecimento a este ato heróico, ganha a confiança do Czar Nicolau II é levado à corte para ser guarda-costas e companheiro de Alexei herdeiro do trono de apenas 11 anos de idade. Vivendo em companhia da Czarina Alexandra, suas quatro filhas, Olga, Tatiana, Maria e Anastácia, e com a responsabilidade de proteger o herdeiro Alexei o garoto “mujique” se vê deslumbrado com a vida no Palácio de Inverno, em São Petersburgo esquecendo-se de sua família e sua infância miserável.

Ao chegar a São Petersburgo entra em contato com a riqueza, o luxo e passa a conviver intimamente com a família imperial e toda a corte. Apaixona-se perdidamente pela filha mais nova do Czar, Anastácia que retribui a este amor impossível. Em seus furtivos encontros nos corredores e salas vazias do castelo fazem juras de amor e trocam beijos pudicos e sinceros. Por estar intimamente ligado a família imperial, toma ciência das intrigas palacianas, da doença do jovem herdeiro e das constantes brigas do casal real e torna-se testemunha ocular de acontecimentos históricos da Rússia do Século XX. Para seu desespero, entra em confronto com Rasputin que possui enorme influência sobre a Czarina e nos meandros do poder. Esteve presente nos momentos cruciais que mudaram o rumo da história russa: A morte de Rasputin; a revolução de 1917 com a vitória dos bolcheviques; a ascensão de Stálin e seu regime comunista; a abdicação de Nicolau II ao trono e o assassinato da família Romanov.

Com a vitória dos bolcheviques e a morte do Czar e da família imperial só resta ao jovem Geórgui e Zoia fugirem da Rússia para a França. Lá casam e começam uma nova vida de muito sacrifício e reclusão já que sentem medo da perseguição e de serem descobertos pelo novo regime que tomou de assalto o país. Anos depois seguem para a Inglaterra para tentarem uma nova vida e um futuro melhor. Entre inúmeras dificuldades financeiras e sempre na expectativa de serem descobertos levam uma vida reclusa sem amigos já que a Guerra coloca todos os refugiados (principalmente russos e alemães) que vivem na Inglaterra como inimiga do povo. Com a morte da filha em um acidente de carro a dor do casal é uma experiência muito dolorosa porque trás igualmente outras lembranças de um passado já muito distante.

John Boyne usa de flashbacks para narrar sua história fazendo com que o leitor queira continuar capítulo após capítulo para tentar descobrir que segredos o casal esconde de todos e qual a razão de tanto medo e reclusão. Em alguns capítulos a história é linear (os acontecimentos na Rússia) e em outros o salto no tempo é utilizado para dar suspense à narrativa. Assim o leitor é convidado a tentar desfazer os nós e compreender, ao final, o que se passou naqueles conturbados tempos que antecederam ao assassinato dos Romanov e a fuga. Com a história da Rússia e da família Romanov como pano de fundo Boyne conta, em última análise, uma verdadeira história de amor e companheirismo que superou o tempo e os manteve íntegros e verdadeiros. Geórgui enfrentou todos os desafios na juventude para poder estar ao lado da sua amada, lutou como homem para protegê-la dos perigos e inimigos que os rondaram por mais de 50 anos. Na velhice soube estar presente no desafio maior de enfrentar a morte. Só mesmo esta senhora com sua foice e suas negras vestes poderia dar fim a esta verdadeira história de amor.
avatar
Valdeci C. de Souza

Mensagens : 65
Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 61
Localização : Cachoeirinha

Ver perfil do usuário http://maisde140caracteres.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum